Vem aí: FaTech Girls no Congresso de Tecnologia!

Oi pessoal!!!

Convidamos todos e todas a participarem das atividades promovidas pelas FaTech Girls e convidadas durante o 20o Congresso de Tecnologia da FATEC-SP, que ocorrerá de 15 a 18/10/2018, na FATEC-SP – Av. Tiradentes, 615 – Bom Retiro – estação Tiradentes (linha azul do metrô).

Lembramos que as atividades são gratuitas e abertas ao público. Baixe aqui a agenda em pdf: AgendaFatechGirls

Obs.: Minicursos sujeitos a disponibilidade de vagas(*).

capaGirls

Atividades das FaTech Girls no 20o Congresso de Tecnologia da Fatec-SP

(*) Atenção! Os minicursos têm vagas limitadas. Faça sua inscrição nos links:

Nome do Minicurso Pré-Requisitos/ Inscrições
WordPress https://goo.gl/forms/j62mpA4M8rAD1Uqe2
Git: versionando aplicações no mundo real https://goo.gl/forms/XGD6SgdNh5MWLTzq1
Ruby on Rails: Construindo uma aplicação do zero em minutos https://goo.gl/forms/77AwEWS2e5MTl2Si2
Workshop Carreira & Empregabilidade para Mulheres de TI https://goo.gl/forms/b8B6L4IvHBEx4QJt2
Bootstrap https://goo.gl/forms/ZzihMW8IYkJQSMTu1
Orientação a objetos com C# https://goo.gl/forms/lDgYhAsbMScSXzH02
Introdução a Asp.Net Core https://goo.gl/forms/m6aVbjbjByNKaybR2
Introdução ao MongoDB https://goo.gl/forms/UoWFoy55kbvN3ND72
Serviços cognitivos com Azure machine learning https://goo.gl/forms/3kBtW3jgUZgO7mCb2
Entregando software com Microsoft Azure https://goo.gl/forms/CMmBx0PEDEpkSPFv2

E mais!!! Minicursos de Excel com a profa Maria Claudia 😀

Excel: Automatizando ações com a gravação de macros https://goo.gl/forms/kbNVBFGAkni7xo1B3
Excel: Trabalhando com listas de dados: classificação, filtros e tabela dinâmica https://goo.gl/forms/CrgpGHKUh7ofUSvd2
Anúncios

Computação Desplugada no Tremembé

Oi gente!!!

No último sábado (29/09) as FatechGirls realizaram o evento Computação Desplugada na Casa de Cultura do Tremembé. Foi um sucesso!!!

Contamos com o apoio da Profa Grace, das alunas Elen, Isabela, Marina, Michelli e Roberta, além da participação especial da querida Ana Rosa. Não esquecendo também do apoio da galera que não pode ir!!!

foto1

Da esquerda para direita: Grace, Michelli, Roberta, Ana Rosa, Marina e Isabela

O coordenador da Casa de Cultura Nilson Martins trouxe um público diferenciado para as nossas oficinas!!! Adultos e crianças se divertiram muito com as atividades desenvolvidas.

cartas

Nilson e Iolanda no Jogo da Adivinhação

Nesse evento trouxemos as já tradicionais atividades de lógica: Pintando com Binários; Lógica das Casinhas, Einstein e Torre de Hanói. Também trouxemos novos jogos: Campo Minado, Jogo da Memória, Seguindo Instruções e Jogo da Adivinhação.

Uma das atividades mais comentadas foi a do Campo Minado! Quem vai conseguir fechar o tabuleiro sem explodir???

campoMinado

Campo Minado

Em breve divulgaremos nossas próximas oficinas!!!

AngelHack 2018

No último final de semana (28 e 29 de julho) as FaTech Girls Jessica Félix e Ivy Rebecca participaram do AngelHack, a maior maratona de hackathons do mundo. A equipe, também composta pela Danielle (FMU), Silene (Microsoft) e Daniel (desenvolvedor full stack), foi vencedora na categoria Code for a Cause ao apresentar a plataforma WOMENT de mentoria para as Mulheres em TI. 

AngelHack1

Jéssica e Ivy

AngelHack

Desde 2011, o AngelHack investe na criação e manutenção de maratonas de desenvolvimento e campeonatos para estimular a prática da programação em todo o mundo. Já são mais de 300 hackathons  realizados em 53 países. Neste fim de semana a competição ocorreu simultaneamente em Taipei(Taiwan), Kochi(Japão), San Francisco (EUA) e em São Paulo, na Digital House, com presenças internacionais de embaixadores, competidores e um representante empresarial, vindos do México, Chile e EUA.

O objetivo do evento é gerar soluções tecnológicas para a sociedade, principalmente as que promovam a inclusão tecnológica de mulheres e estimular o empreendedorismo digital. Foram cerca de 30 horas de imersão intensa para equipes multidisciplinares formadas por estudantes e profissionais de TI, design, gestão, marketing, comunicação e empreendedores para com o apoio de mentoria especializada criassem soluções dentro dos temas propostos.

Apesar de ter um tema livre para desenvolver qualquer aplicação, foram propostos três desafios:

Code for a Cause: Motivado pela parceria com o movimento Elas in Tech, o desafio foi desenvolver uma solução de impacto social que apoie a inclusão digital de mulheres;

Call for a Code: Proposto pela IBM e em parceria com a ONU,  este desafio era criar um aplicativo que ajudasse a proteger a saúde e o bem estar de indivíduos e instituições, com o foco em minimizar danos causados por desastres naturais.

– Hurify open Challenge: Todos os projetos são bem-vindos para competir. Uma consideração especial foi dada aos projetos que utilizam qualquer combinação de serviços em nuvem, análise, Machine Learning, dispositivos móveis ou Internet das coisas (IoT).

A equipe

Muitos dos que participam de hackathons são competidores frequentes nas maratonas, como a Jéssica, aluna da Fatec São Paulo, a Danielle, aluna da FMU, e o Daniel, desenvolvedor full stack. Mas também havia quem estava indo pela primeira vez, como a Ivy, aluna da Etec São Paulo, e a Silene, que trabalha na Microsoft. No AngelHack as equipes precisavam ser formadas por 5 pessoas, então a equipe ficou assim: Jéssica (negócios), Silene (UX), duas programadoras de front-end (Danielle e Ivy) e um desenvolvedor (Daniel).

AngelHack2

Da esquerda para a direita: Danielle, Silene, Ivy, Jéssica e Daniel

O tema

No início o time estava com apenas 4 mulheres que escolheram participar do desafio da IBM, com a ideia de criar uma plataforma para ajudar vítimas de catástrofes a obterem água através de uma rede de doações de voluntários da região próxima. Parecia uma ideia super bacana e que resolveria o problema de muitas pessoas, certo? Afinal, sempre vemos campanhas pedindo apenas alimentos e roupas. A água é essencial à vida. Tudo parecia ir bem até que o Daniel chegou chegando e após ouvir a nossa ideia “brilhante” ele disse:

“Sério que quatro mulheres da área de TI fizeram só isso? Esperava mais de vocês”.

Foi um choque! Ainda mais porque a competição havia começado às 9h, já eram 15h deixando a equipe preocupada por ter que começar do zero o desenvolvimento de um novo projeto. Mas, segundo a Jéssica: “Sabe a melhor parte da experiência de ir a um hackathon? O aprendizado acelerado. Pensando bem, ele estava certo sim. Quantas dores não encontramos na área de TI para nós que somos mulheres? Poderíamos nós mesmas sermos o público alvo da nossa solução. E como disse o Daniel, qualquer pessoa poderia falar sobre catástrofes naturais, mas não há ninguém melhor para falar sobre as dores e soluções para mulheres do que outras mulheres. Então seguimos assim.”

Após um longo período de reestruturação da ideia, às 21:30h, a equipe fechou o tema: Plataforma para ajudar mulheres que estavam começando na área de TI e encontram algumas barreiras para avançar na carreira, barreiras estas que não aprendemos a lidar na faculdade, como gerenciamento de conflitos na equipe, postura de liderança e tudo o mais que faz diferença na hora de lidar com os problemas do dia a dia. Com a mudança de tema o projeto passou a concorrer na categoria Code for a Cause.

O desenvolvimento

Apesar do tempo apertado para produzir, foi possível dividir as atribuições e até mesmo dormir um pouquinho. O processo de desenvolvimento incluiu algumas pequenas reuniões a cada parte do projeto que realizamos. Estas partes se dividiram em: definição da ideia; entrega da logo; entrega do modelo de negócio (Canvas); resultados da pesquisa realizada com os nossos amigos nas redes sociais; escolha do template para a plataforma; MVP (Minimum Viable Product) da plataforma concluído.

AngelHack3

Canvas Concluído

A apresentação

Por fim, era preciso desenvolver um bom pitch (assista aqui), pois sem uma boa apresentação não adianta a ideia ser ótima. A Jéssica mandou ver nas suas habilidades de comunicação e rapidamente organizou as ideias que tivemos para serem explicadas de forma concisa, clara e o mais importante: de forma atraente.

A apresentação do projeto foi um sucesso! A Jéssica se saiu muito bem respondendo a todas as perguntas dos jurados. Depois disso era só relaxar um pouco até sair o resultado final.

O resultado

Após alguns ganhadores anunciados finalmente foi revelado o vencedor da categoria Code for a Cause: WOMENT, nossa plataforma de Mentoria para as Mulheres!

AngelHack5

O prêmio foi 12 semanas de mentoria com as mulheres incríveis do ELAS_intech, além da oportunidade de apresentar a solução para investidores da aceleradora Quintessa. Ainda ganharam muito conhecimento e fizeram contatos super bacanas.

Segue uma dica da Ivy: “Se puderem, se inscrevam nos eventos mesmo sem ter muita experiência: é justamente para nós que estamos começando que estes eventos servem de apoio!”

Para mais dicas dobre Hackathon assista ao vídeo da Jéssica: https://www.youtube.com/watch?v=dyO6NtSfuA8

Computação para garotas da ETESP

Bom, meninas! E meninos!

Demorou, mas finalmente saiu textinho falando do nosso último evento que ocorreu na manhã do dia 05/05!

Dessa vez o evento foi destinado às meninas do ensino médio da ETESP. Tivemos oficina de computação desplugada, ministrada pela Marina Manente e pela professora Grace Borges e a oficina de Scratch, na qual a Isabela Leal e Elen de Souza foram responsáveis. Além claro, do apoio e ajuda indispensáveis de toda a equipe desse grupo maravilindo ❤

Foi bastante proveitoso, resolvemos jogos de lógica, brincamos com números binários e matemática, realizamos diversas atividades desplugadas com a participação tanto das monitoras (e monitor!) quanto das alunas, o que tornou a oficina bastante e dinâmica e divertida.

Na oficina de Scratch desenvolvemos um jogo e todas adoraram! Com essa atividade elas tiveram a oportunidade desenvolver a criatividade, além de ter uma noção básica de programação e algoritmos com estruturas de decisão e laço de repetição.

Nosso próximo encontro na ETESP está marcado para sábado dia 09/06!

Em breve abriremos as inscrições. Fiquem atentas!!!

banner